Kuki | Lifestyle

Dia negro

16 Outubro, 2017
Um país que arde, um  país devorado por chamas. Vilas e aldeias devastadas pelo fogo. Fogo que por onde passa deixa um rasto de destruição.

Olhar em volta e só ver clarões de luz, sentir o cheiro a fumo, ouvir o som do pinhal a desfazer-se. Pessoas preocupadas pelas casas que em poucos segundos podem desaparecer, vidas que procuram defender o que demorou anos a erguer. 
Matas em tempos verdes e agora dominadas pelos tons cinzentos, fumegantes sem dar sossego a quem ali mora.
Terrenos agrícolas que em tempo foram o sustento de famílias e que demorará anos a recuperarem. 
Tristeza e desespero é o sentimento que predomina. Vidas sem rumo, é tudo o que fica, nesta que foi a tragédia deste país, destas pessoas.
Os céus choram cinzas, deste que foi o pior dia para este país.
Saudades é o que nos resta, daquelas que em tempos foram as florestas mais belas.

  1. Anos passam e a história repete-se. E parece cada vez pior, cada vez com mais destruição e vidas perdidas.
    Juro que não consigo compreender como isto continua a acontecer; como isto continua a piorar.
    E, o que me deixa mais triste, é que sinto que isto não mudará…
    Portugal pinta-se de negro, das cinzas, da beleza perdida, de luto.

  2. O pior é que não faz muito tempo que tivemos uma situação tão negra quanto a deste fim de semana.. O que mudou?! nada… E o que terá mudado daqui a 1 ano? Acredito que nada… Continuamos a perder o nosso verde, os bens de famílias e ainda pior…vidas…
    Beijinhos

  3. Que horror! Estou bem longe, mas essa realidade toca a todos. Traz-me memórias de infância e aperta-me o peito pensar naqueles que agora sofrem. Irei em breve visitar a aldeia da minha mãe, que também sofreu com o ataque das chamas. Um manto cinzento parece que foi o que restou!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.